Painel

Estreita e sem calçadas, Rua Vereador Altair de Souza vai fazer parte de um sistema binário

 

Agência de fomento vai emprestar até R$ 9 milhões  com juro zero e carência de um ano

 

Publicidade

Piçarras - A Prefeitura assinou nesta semana um financiamento com a Agência de Fomento do Estado de Santa Catarina (Badesc) no valor de R$ 9 milhões. O recurso deve ser aplicado na reforma da “Ponte da Parada”, na divisa com Penha, e em obras de pavimentação asfáltica no bairro Nossa Senhora da Conceição. Os vereadores aprovaram por unanimidade, na sessão de terça-feira (10), o convênio do empréstimo.


O líder do governo, vereador Ademar de Oliveira (PSDB), frisou que o município está com as contas em dia e pode contrair a dívida. “Este empréstimo feito pelo prefeito municipal vem provar que as contas do município estão em dia. Nove milhões é o crédito que temos, tomara que o prefeito consiga pelo menos R$ 5 milhões. Esse dinheiro não vai dar para asfaltar todos os bairros – disse.


Gercino Medeiros (PP) também foi favorável ao empréstimo, mas é contra o uso do dinheiro para a reforma da ponte.


- Querem pegar recursos para reformar uma ponte e favorecer um milionário para que passe com seu iate debaixo dela. E o povo da Conceição e do interior não precisa desse dinheiro? - questiona.


Já o vereador Júlio César Teixeira (PP) ficou surpreso com o fato de o município precisar de fiador para contrair o financiamento: “Para minha surpresa, é o único município que precisa de fiador para fazer um empréstimo desse. Para garantir o empréstimo foi preciso a presença de deputado, o governador e o secretário de obras”, informa.


A Prefeitura de Balneário Piçarras se negou a fornecer à reportagem informações sobre o prazo de pagamento do empréstimo e sobre a capacidade de endividamento do município. A assessoria de imprensa não enviou nenhuma resposta a nossa redação até a tarde de quinta-feira, dia 12.


Novo acesso
O secretário de Obras de Balneário Piçarras, Sérgio Luiz da Maia, garantiu que o bairro vai ganhar um novo acesso.


- O recurso não é só para asfaltar a Rua Vereador Altair de Souza. Vamos fazer um novo acesso pelo viaduto, que começa próximo à cerejeira, faz uma curva e sai em frente à igreja católica. Este novo acesso seria a entrada e a Rua Vereador Altair de Souza a saída. Da igreja católica em direção ao bairro terá mão dupla – explica o secretário.


Maia espera que as obras se iniciem ainda neste semestre.


Moradores comentam
Para o coordenador de logística, Nivaldo Cláudio Ferreira, 54 anos, a prioridade do investimento deve ser mesmo na infraestrutura:


- Essa rua é o único acesso ao bairro, é entrada e saída. Na hora do pico, perto das 18 horas, o trânsito é uma confusão. É ônibus escolar, caminhão, carro e moto Está na hora da prefeitura construir um novo acesso – afirma.


Já o autônomo Lourival Rozendo, 45 anos, acredita que o asfalto irá piorar o tráfego na estreita rua sem calçadas, cujo espaço é dividido por pedestres, carros, ciclistas, carroças e outros veículos.


- Sem asfalto, os motoristas passam em alta velocidade; com asfalto, vai ser muito pior. Além disso, o asfalto vai estreitar ainda mais a rua – prevê.


Já o morador Defraim de Lima Jorge, 37 anos, comemora a confirmação da obra, mas reivindica mais áreas de lazer no bairro e médicos no posto de saúde:


- Eu tenho dois filhos pequenos e no bairro não existe um lugar para as crianças brincarem. Teria que ter uma praça com academia de ginástica ao ar livre – reivindica o morador.

  • 1
X

Right Click

No right click