Publicidade

Beto Carrero

Além de veículos e maquinários, estão à venda sucata de ferro, sucata de informática e equipamentos.  A informação foi divulgada oficialmente dia 02, quatro dias antes do pregão, que será às 09h, no plenário da Câmara de Vereadores. Ao todo são 35 lotes, com lances iniciais que vão de R$ 50 a R$ 39 mil.

Publicidade

A previsão de conclusão dos trabalhos é de nove meses, mas a concessionária não estimou uma data para o início das obras. A captação faz parte do projeto de implantação de um sistema próprio de abastecimento de água para atender ao município.

Assim como a Defesa Civil em Balneário Piçarras, Secretaria de Itajuba não tem registro de atividades. O Expresso das Praias apurou que o servidor contratado através de portaria desempenha funções de terceiro escalão na Fundação de Turismo, Esporte e Cultura e a SEDRI sequer chegou a funcionar.

Prefeitura quer que Águas de Penha execute plano de recuperação na Praia de São Miguel. Outro ponto de morraria, na Praia Vermelha, também foi colocado em monitoramento por recomendação de geólogos do Centro de Apoio Científico em Desastres (Cenacid).

Apesar de possuir diretor recebendo para o cargo, Defesa Civil do município está desarticulada. Os principais pontos de alagamentos foram registrados próximos ao Ribeirão Ferido, no bairro Itacolomi, e ao Rio Piçarras, no Centro e Nossa Senhora da Paz. A Assistência Social quem está monitorando a situação.

Moradores que residem em áreas próximas de morraria, como a região degradada da Praia de São Miguel, devem ficar em alerta para o risco de deslizamento. Emergências devem ser comunicadas à Defesa Civil de Penha pelo telefone 3345-0200, Bombeiros Militares pelo telefone 193 ou bombeiros voluntários, pelo telefone 3345-1001.

Mudanças no Plano Diretor podem permitir construção de edifícios com até 20 pavimentos em uma área da Armação localizada no entorno da capela e nas praias Grande e do Trapiche. Lideranças comunitárias criticam política de planejamento voltada apenas para a construção civil.

Moradores das praias Grande, Poá, Cascalho e áreas mais altas de Penha têm relatado problemas no fornecimento. O mesmo se repete na região norte de Balneário Piçarras, onde a falta de pressão na rede deixa torneiras secas. Concessionárias reforçam pedido para que consumidores economizem.

A possibilidade da queda ter sido ocasionada por sobrecarga na subestação foi descartada. De acordo com a Celesc, uma lona arrancada do alto de um dos prédios da Avenida Nereu Ramos caiu sobre a rede e provocou o curto circuito na subestação de Piçarras.

X

Right Click

No right click