Publicidade

Yukanet

A comunidade de Penha celebra 59 anos de emancipação política e administrativa em 19 de julho. Mas a história dessa terra entrecortada por muita Mata Atlântica e cercada por praias paradisíacas começa muito antes de 1958, há pelo menos 240 anos. Em 1777, foi refúgio para os primeiros colonizadores açorianos que fugiram da invasão espanhola à Ilha de Santa Catarina, e aqui fundaram a Armação Baleeira considerada o marco inicial do povoamento desta região.

A noite de lançamento do Festival “Um Mar de Sabores” reuniu representantes da gastronomia local em Piçarras nessa quarta, 28. Onze restaurantes apresentaram os menus exclusivos para o evento que promete movimentar a cidade em julho. Na foto, da esq. para dir.: publicitário Rafael Fontes; vereador de Barra Velha, Thiago Pinheiro; Odair Bettoni; Kátia Tomacelli; Antônio da Pousada Ilha Feia; Eron Bettoni. 

Na postagem anterior, deixamos nossa protagonista – Zófia Ziobro – apavorada com as baratas em meio à estepe siberiana, no campo de trabalho para onde ela, a mãe e os dois irmãos haviam sido levados pelos soldados russos quando eclodiu a II Guerra Mundial. Retomamos agora o relato dessa saga que, assim como à família Ziobro, atingiu centenas de milhares de poloneses, expulsando-os de sua pátria. Acompanhe a narrativa feita pela própria Zófia Ziobro:

Escola e professores devem servir como um guia norteador que levam o aluno ao aprimoramento de suas capacidades intelectuais, sociais e políticas, promovendo assim o desenvolvimento humano. E a evolução da educação deve seguir o princípio de que o aprendizado é construído a partir da realidade do aluno. 

Seguindo o sucesso do NES Classic Edition, ou NES Mini, versão menor do NES lançada no ano passado com 30 games na memória e que rapidamente esgotou nas lojas se tornando um item de colecionador, a Nintendo anunciou pouco após a E3 o Super Nintendo Classic Edition, ou carinhosamente chamado, SNES Mini.

É fato que a pauta ambiental não está entre os assuntos preferidos nas Câmaras Municipais, mas deveria. Afinal, a poluição dos rios, o avanço do mar sobre as praias e o turismo como fonte de renda são questões prementes. Mas, como na maioria dos debates em tempos de redes sociais, o senso comum determina o rumo a seguir. Enquanto isso, professores, como Gilberto Manzoni, lideranças comunitárias e ambientalistas continuam a fazer a política que realmente transforma, àquela voltada ao debate de ideias e de soluções para o mundo que nos cerca.

Na próxima semana acontece a aguardada conferência para desenvolvedores da Apple, a WWDC. Geralmente a empresa da Maçã aproveita a oportunidade para apresentar novidades ligadas aos sistemas iOS, macOS e watchOS – mas os rumores indicam que a Apple também possa anunciar novos modelos de iPad e MacBook.

Enquanto a Polônia sofria com a dupla invasão das forças alemãs, a oeste, e do exército vermelho, a leste, o povo polonês amargava o exílio em terras soviéticas. Mas, o conflito deflagrado entre os poderosos não significava, necessariamente, uma relação rancorosa entre os cidadãos. Obrigados a se posicionar em lados opostos, poloneses e russos compartilhavam espaços e temores. Zófia Ziobro, a protagonista desta série da Preamar que chega hoje a seu quarto episódio, dá um testemunho importante desse convívio. Acompanhe:

Quando alemães e russos ocuparam e dividiram a Polônia, em setembro de 1939, o caos se instalou no país. Da noite para o dia, uma outra fronteira imposta pelos invasores isolou pessoas, fragmentou famílias, suprimiu direitos. Nesse clima de incerteza e temor se encontravam os Ziobro quando, na edição passada, interrompemos a narrativa que nos chega por intermédio da protagonista Zófia Ziobro, a caçula da família, então com 12 anos de idade. 

X

Right Click

No right click