Publicidade

Yukaline - Conecta você.

 

O malandro demais um dia se atrapalha, dizia o velho Debetá

 

Foi o que aconteceu com o tio Quirino: comprou uma moto toda fora dos conforme e andava feito louco, para cima e para baixo. Um belo dia deu de cara com uma blitz da polícia. Pulou lixeiro e seguiu empurrando a máquina. Já estava passando discretamente, mas o guarda estranhou e quis saber para onde ele ia?


Emocionado, tio Quirino explicou: - Acontece, seo guarda, que fiz uma promessa de ir empurrando até Aparecida do Norte a primeira moto que eu comprasse! Sem saber o que dizer, o homem permitiu que ele seguisse. Caminhou mais um pouco e na primeira tentativa de subir, encostou a viatura e o mesmo policial avisou: - O nosso comandante ficou sensibilizado e mandou que eu te acompanhasse!


Ainda falando em promessa tio Quirino foi numa festa lá no Escalvado bem no dia da Santa Cruz. Embalado pela bebida seguiu acompanhando o povo que subiu o morro para acender umas velas. Ali onde hoje tem uma rampa para salto de asa delta, era costume dos moradores mais devotos subir para fazer suas preces. É claro que o tio Quirino estava no meio da turma que só queria comer e beber.


Depois de uma longa caminhada as pessoas jogavam-se pelo chão para descansar. Tio Quirino ficou vendo uma senhorinha que não resistiu ao esforço, tonteou, caiu de costas e rolou ribanceira abaixo. A galera ficou revoltada com a atitude do tio Quirino e correu para cima dele. Um dos mais exaltados pegou-o pelo colarinho e perguntou: - Por que você não segurou a velha? – Sei lá, pensei que era promessa! Respondeu.


Tio Quirino não era o Gerson da seleção de 70, mas sempre gostou de levar vantagem em tudo. Sonhou que era o último de uma grande fila de pessoas, cada qual carregando a sua cruz. Ele esperto como sempre, a cada oportunidade cortava um pedaço de sua cruz para aliviar o peso. No final, as pessoas usavam a cruz para atravessar um precipício e seguiam o caminho. Ele não pode fazer o mesmo.


Em Mateus 11:28, Jesus disse: “Vinde a mim todos que estais cansados e oprimidos que eu vos aliviarei, porque o meu fardo é leve e o meu jugo é manso”. Amém.

Author: Gilberto CardozoEmail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
Leia Mais

Publicidade
X

Right Click

No right click