topo outroolhar
João assina o termo de posse sob o olhar de seu Bebé, que lhe passava o cargo; ao lado, Isaura e Laura

Na quarta parte da série de entrevistas com João Santos Vieira, o ex-prefeito conta como Piçarras entrou na era da água tratada

Depois de fundar o MDB local em 1968, João Santos Vieira empolgou-se com a política. Em 1969, quando veio a eleição para prefeito, candidatou-se ao cargo com o qual jamais sonhara, incentivado por correligionários e até mesmo por integrantes da Arena (Aliança Renovadora Nacional). Entre esses apoiadores da outra sigla estava ninguém menos que o então prefeito Emanuel Pinto (o seu Bebé). Líder carismático e muito popular na comunidade, o seu Bebé entrou na campanha emedebista junto com outros companheiros da situação como Udo e João Figueredo e Carlos Jaime de Andrade (o seu Neneco).


É claro que Delfim de Pádua Peixoto Filho, responsável por impulsionar inicialmente a carreira política do seu João, também atuou de maneira decisiva nesse contexto. Deixemos que nosso entrevistado relembre o momento: “O dr. Delfim disse:


- Vamos, sai candidato, se você perder fica pronto pra outra. - Aí eu convidei o seu Demétrio pra vice e fizemos a chapa. [Demétrio Ferreira, lavrador de Rio Furado].


A gaita do Lageano
Aos 32 anos de idade, o estreante João Santos ganhou por 03 votos da chapa formada por Leopoldo Fleith/Mílton Borba e resolveu que não haveria festa da vitória para não mexer com os adversários, pelos quais ele tem até hoje grande admiração e respeito. Mas aí pediram uma recontagem de votos que o juiz não deferiu e isso bastou para que os vitoriosos deixassem os constrangimentos de lado, saindo em passeata do Centro até a casa de Antônio Lageano, em Santo Antônio. De lá, vieram para a praia, onde a comemoração seguiu até a madrugada, não sem antes alguém ter rasgado a famosa gaita do Lageano. Seu João ri enquanto relembra o episódio, pois quem conheceu o folclórico personagem sabe quanto ciúme ele tinha daquela gaita. Tomara que a grande votação conquistada pelo gaiteiro, eleito vereador, tenha lhe servido de consolo.


João Santos Vieira ficou até 1973 à frente do Executivo; não tinha maioria na Câmara, mas depois a conquistou. Dos que se elegeram às sete vagas do Legislativo, à época, seu João Santos cita João Figueredo, Antônio Laudelino Gruner Filho (o Vangue), Antônio Pereira (o Lageano), João Pedro Quintino e Ervino Weiss. Também estavam entre os eleitos Henrique Buttendorf e Manoel Henrique Cardoso.


Quando lhe pergunto o que marcou seu mandato, ele recorda de pronto uma ocasião: “Estava chovendo naquele dia, eu ‘tava na prefeitura e o Ervino Weiss entrou. [A prefeitura funcionava no prédio que abrigara antes o antigo Hotel Blumenau, praticamente no mesmo endereço de hoje, só um pouquinho mais abaixo]. O Ervino me disse: – Eu vim aqui conversar contigo porque quase toda a população de Piçarras tem um poço de água. Como vai ficar isso aí mais tarde? A cidade vai aumentar, ter mais fossa, perigo de infiltração, vamos precisar de uma rede de água tratada. - Eu disse: Ervino, isso tudo tem que projetar, eu vou falar com o prefeito da Penha (Abelardo Correa), pra fazer o projeto em parceria.


Abelardo, que era da Arena, aderiu à ideia. E lá foram eles para Florianópolis: dois prefeitos de partidos opostos e 14 vereadores dispostos a concretizar uma ideia. Resultado: linha de crédito no BNDS e edital de concorrência pública para implantação do sistema. Abertas as propostas, a Planepar - de Curitiba – ganhou e fez o projeto que seria depois executado pelo Estado.


Outras conquistas locais no período 70/73 foram a instalação de um posto de saúde e de um posto telefônico. Ambos em salas da prefeitura tomadas de volta da coletoria e do correio. “O município não tínha condição de pagar outras salas e pedi a meu secretário, o advogado Almir Truppel, que mandasse um ofício para a Secretaria da Fazenda. Isso garantiu a saída da coletoria”. Outra carta batida à máquina bastou para que os Correios também liberassem o imóvel. Pra ajudar, o secretário da Saúde do Estado, Prisco Paraíso, apoiou a iniciativa de instalação do posto. Mas esse já é um assunto para a semana que vem.


Até lá!

X

Direitos Reservados

No right click