topo outroolhar
Respeito à Vida

Neste mês transcorre o Dia Mundial da Água. Comemorada em 22 de março e instituída pela Organização das Nações Unidas em 1992, a data tem como objetivo destacar a relevância desse bem para a vida e levar a reflexões sobre como ele deve ser gerido e distribuído.

Para contribuir com a discussão em torno do assunto, resolvi nesta edição da coluna “Outro Olhar” focalizar a condição em que se encontram os oceanos. Afinal, eles cobrem mais de 95% do planeta e embora sejam compostos por água salgada, há lugares no mundo, como Israel, em que processos de dessalinização transformam a água do mar em água potável. Além do que os oceanos são o habitat de flora e fauna ricos e importantes para a sobrevivência de todos nós.

Se não houver mudanças radicais em nossos modos de produção e consumo, estudiosos alertam que em 2050 pode haver mais plásticos do que peixes nos oceanos. Frear esse trágico processo depende da consciência ambiental de cada um.

Nesse sentido, ações simples e aparentemente pouco significativas são essenciais. Por exemplo: não jogar bitucas de cigarro nas areias das praias ou nas ruas, afinal, bitucas também são lixo e tem animais marinhos que as confundem com comida. Ao ingeri-las, muitos desses animais morrem por descuido dos humanos.

Felizmente tem humanos que agem pelo bem dos oceanos, ao contrário dos que descartam de maneira inadequada materiais recicláveis como copos, colheres, canudos, pratos, facas, garfos, luvas e máscaras tão poluentes e nocivos ao meio ambiente.

Também precisamos diminuir o uso de combustíveis fósseis que agridem nossos mares e não devemos jogar derivados de plástico nas praias porque com o sobe e desce da maré eles vão para a água. Quando animais marinhos aparecem mortos, isso não acontece por acaso. Pense nisso e faça sua parte para preservá-los e resguardar da extinção a humanidade.

Declaração Universal dos Direitos da Água

No dia 22 de março de 1992, a ONU, além de instituir o Dia Mundial da Água, divulgou a Declaração Universal dos Direitos da Água. Veja alguns trechos dessa declaração:

A água é a seiva do nosso planeta

O equilíbrio e o futuro de nosso planeta dependem da preservação da água e de seus ciclos

A água não é somente herança de nossos predecessores; ela é, sobretudo, um empréstimo aos nossos sucessores

A água não deve ser desperdiçada, nem poluída, nem envenenada

A utilização da água implica respeito à lei

O planejamento da gestão da água deve levar em conta a solidariedade e o consenso em razão de sua distribuição desigual sobre a Terra.

Com dados da página <https://brasilescola.uol.com.br/datas-comemorativas/dia-nacional-da-agua.htm>. Acesso em 16mar2021.

X

Direitos Reservados

No right click