Publicidade
topo outroolhar
"Velha política" ganha espaço quando se nega o direito à informação

O que é política? Os dicionários costumam definí-la como "ciência de governar", "arte de regular relações", "um sistema de governo" ou ainda um "tratado entre partes". A palavra tem origem grega e significa "algo relacionado com grupos sociais que integram a mesma cidade-Estado (Pólis)".

São significados que perderam espaço para o senso comum. Porque no imaginário popular essa palavra costuma ser interpretada no sentido figurado:  "Modo de haver-se assuntos particularesa fim de obter o que se deseja", segundo o Dicionário Priberam da Língua Portuguesa. Ou ainda: "Espertezafinuramaquiavelismo". Enfim, o que se costumou chamar de "velha política". 

Essa visão deturpada ganha mais força quando a política se resume à negociata, troca de favores, fofoca, muita publicidade, sorrisos e pouco debate. É construída - em grande parte - por quem busca o poder, mas se sente desobrigado a prestar contas sobre suas ações e esclarecer suas intenções. 

Neste ano de 2020, em meio à pandemia de Covid-19, uma campanha com tempo reduzido pode cortar custos, mas também prejudica a prática da verdadeira política: aquela que envolve líderes com pensamentos diversos em busca de soluções para problemas comuns.

Dentro dessa conjuntura, é papel do Jornalismo apurar e checar o maior número possível de informações em torno das candidaturas e abrir espaços para que esse prejuízo seja reduzido.

Assim, o Expresso das Praias tem empenhado esforços para promover uma cobertura jornalística da eleição do próximo 15 de novembro. Nesta data, há 131 anos, a monarquia era extinta e dava lugar à República Federativa do Brasil". Esse novo modelo de Estado ainda em construção propõe que todo o poder emane do povo, mas ainda está carregado da herança da "velha política".

07 17h debate medo beea4
Medo de se posicionar, de ser contestado e de prestar contas não condiz com o papel de gestor público

Além dos debates AO VIVO com os candidatos dos três municípios de nossa área de cobertura, vamos publicar a partir do dia 17 uma série de entrevistas gravadas com cada um dos postulantes ao cargo de prefeito. Esperamos com este trabalho contribuir com a escolha de cada eleitor, principalmente dos que estão preocupados em fazer uma "nova política".

Caberá a você, (e)leitor, questionar antes de escolher:

Do que tem medo o candidato que foge do embate democrático, e abre mão de defender sua trajetória e seus próprios projetos diante de adversários, apoiadores e eleitores? Estará este líder disposto a ouvir o conjunto da sociedade se eleito? Está apto a exercer um cargo em que deverá regular relações conflitantes?"

Essas são perguntas para as quais esperamos ajudar o eleitor a encontrar respostas. Elas podem ser dadas por meio do diálogo - ou do silêncio.


X

Direitos Reservados

No right click