Publicidade

Promenac Penha - Mais perto de você

Núcleo inicial do povoamento português na região, Penha guarda parte das tradições e da história do litoral catarinense. Quem conhece suas belas paisagens, formadas por praias entrecortadas por morrarias e costões, ou só visita o maior parque temático da América Latina, fixado no município há 25 anos, pode não saber, mas é na diversidade das manifestações e práticas que se fundem há mais de dois séculos que está a maior riqueza local. Contudo, muitas vezes essa mistura é ignorada em nome de uma identidade “açoriana” que relega ao papel de coadjuvante as outras muitas contribuições que formam a identidade do nosso litoral.

 

Primeiro é importante esclarecer que não houve colonização oficial nesta região do litoral catarinense. Quando o povo do Arquipélago dos Açores por aqui chegou, estivera fixado antes na Ilha de Santa Catarina, de onde fugiu da invasão espanhola em 1777. Quando aportaram em Armação do Itapocorói, muitos costumes e práticas trazidos de sua terra natal já estavam adaptados à realidade brasileira. Mesmo assim, unicamente a eles se atribuem algumas de nossas tradições que nem são conhecidas nos Açores.

Publicidade

O pirão d’água, por exemplo, é uma comida típica desta parte do Brasil, não dos açorianos. Aqui seus descendentes aprenderam a consumir a farinha de mandioca com os índios e desenvolveram tecnologia para processá-la. 

Outras manifestações, como a consertada, também são riquezas construídas aqui a partir do convívio entre europeus, índios e africanos. Não precisam do rótulo de “importadas” para terem valor.

 
 
 
 
 
 
Leandro Cardozo de Souza
Author: Leandro Cardozo de SouzaEmail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
Editor
Leia Mais

Publicidade
  • 1
X

Right Click

No right click