Painel

Equipes são destaque nas categorias infantil, mirim e cadete

Barra Velha - A equipe de handebol feminino local encerrou dia 15 a participação na Liga Santa Catarina de Handebol. O elenco mirim, com atletas até 12 anos, disputou o título em Itajaí com outras sete equipes e foi campeã invicta. Além do título principal na categoria mirim, as barravelhenses fecham o ano com o terceiro lugar da série prata infantil e o vice-campeonato da série bronze cadete. 

As pequenas jogadoras demonstraram muita superioridade e sobraram em quadra. Na fase de grupos venceram as equipes de Itajaí, Antônio Carlos e Blumenau. Nas quartas de final atropelaram Balneário Camboriú por 14 a 03 e em seguida reencontraram Itajaí na semifinal, vencendo por 14 a 02. Na final, o time teve pela frente a equipe de Jaraguá do Sul. Após terminar o primeiro tempo empatados, Barra Velha voltou para a quadra com um novo esquema tático e venceu a partida por 11 a 07. Na disputa de terceiro lugar, Blumenau levou a melhor e garantiu a medalha sobre a equipe de Itajaí. 

Publicidade

Para o técnico Jairo Hermógenes, o título veio para superar alguns tropeços em competições importantes ao longo do ano. O elenco campeão na categoria mirim deve subir de categoria e disputar o infantil no próximo ano. Segundo ele, será um time ainda mais forte para brigar pelas primeiras posições. 

Liga em 2018

A Liga Santa Catarina se iniciou com a participação de 15 equipes entre as categorias mirim, infantil, cadete e juvenil, que disputaram a fase classificatória em turno e returno. Pela primeira vez, a fase final foi disputada em séries ouro, prata e bronze, semelhante às divisões do Campeonato de Futebol. O formato foi aprovado por técnicos e atletas. Segundo o prof. Gerson Cabral, de B. Camboriú, a ideia é que todos os participantes disputem as três fases e tenham o mesmo número de jogos.

- Isso motiva os atletas e dirigentes e deixa todas as equipes com chances de disputar medalhas de ouro, prata ou bronze.

Para Gerson, um dos organizadores da Liga, a expectativa é expandir a competição em 2018. Inicialmente realizada como um torneio focado nas regiões Leste e Norte, a partir do próximo ano a Liga deve tomar proporções estaduais. A intenção é criar uma ramificação no meio oeste e um posterior cruzamento entre os dois campeões de cada região  - um supercampeão geral.

Leia também:
  • 1
X

Right Click

No right click