Publicidade

Yukanet
Candidato vencedor foi quem mais arrecadou

 

O cálculo foi feito com base em prestação de contas recém- divulgada no site da Justiça Eleitoral

 

Publicidade

Penha – Se tivesse pago sua campanha apenas com recursos do próprio bolso, o vitorioso Aquiles da Costa (PMDB) teria que destinar seus dez primeiros salários como prefeito (cada um no valor de R$ 14,5 mil) e mais um pouco do décimo primeiro para pagar as contas da campanha. O cálculo foi feito com base na prestação de contas divulgada no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O prazo final para atualização da prestação de contas terminou na terça-feira (01) para os candidatos que concorreram apenas no primeiro turno.


Conforme o declarado à Justiça Eleitoral, Aquiles foi quem mais arrecadou: R$160.329,77. Ele também foi o que mais gastou: 149.561,62. Do total arrecadado, R$66.169,77 (41,27% e 4,5 salários de prefeito, aproximadamente) eram de recursos próprios. Seu vice, Lindomar Schulle, contribuiu com mais R$ 1,5 mil (0,94%). Os demais valores vieram de doações de pessoas físicas (44,07%) e do Diretório Estadual do PMDB, com R$ 22 mil (13,72%).


Do dinheiro recebido, a maior parte foi gasta com propaganda. Somente com publicidade por materiais impressos (santinhos, folders, etc), foram R$ 44.532,00 (29,78% do orçamento). Com a realização de comícios, Aquiles gastou R$34.234,00 (22,89%) e com publicidade com adesivos R$19.142,00 (12,80%). Os demais gastos não somam 10% e são referentes à alimentação, aluguel de carros, programas de rádio, publicidade em jornais, etc.


O segundo candidato que mais arrecadou foi Júlio César Duarte da Silva (DEM). O candidato governista angariou R$119.431,07, dos quais R$86.998,32 (72.84%) foram pagos por ele próprio. Adriano Tibeco, seu vice, não contribuiu. Outros R$ R$23.662,31 (19,81%) vieram do partido e R$8.770,44 (7,34%) de doações de pessoas físicas.


Júlio também foi o segundo candidato que mais gastou: um total de R$86.287,32. Desse total, R$43.065,00 (49,91%) foram gastos com comícios. Outros R$ 20.800,64 com publicidade por materiais impressos e R$12.350,00 com adesivos. Outros gastos incluem locação de imóveis e produção de jingles.


Terceiro colocado na disputa, o candidato do PSD Felipe Schmidt arrecadou R$71.315,65, dos quais foram gastos R$ R$54.561,96. Do total arrecadado, R$44.300,00 (62,12%) vieram do próprio bolso de Felipe. Jefferson Custódio, seu vice, doou mais R$1,6 mil (1,6%). Outros R$18.913,65 (26,52%) são doações de pessoas físicas e R$ 6.502,00 (9,11%) do Diretório do Partido. Os maiores gastos de Felipe também foram com publicidade:R$23.118,94 (42,37%) com material impresso, R$8.651,00 (15,86%) com adesivos, além de R$8.000,00 (14,66%) com produção de rádio e tv. Demais despesas incluem gastos com veículos, publicidade em jornais, comícios, etc.

Publicidade
  • 1
X

Right Click

No right click