Painel

Leonel criou nova secretaria para manter Heliete Martins no governo

Piçarras - Em decisão proferida nesta terça-feira (21), a juíza Regina Aparecida Soares Ferreira fixou prazo de 24 horas para que o prefeito Leonel Martins (PSDB) exonerasse a irmã de qualquer cargo na administração municipal. Heliete Martins ocupava a recém criada Secretaria de Administração depois que foi demitida do cargo de chefe de gabinete por prática de nepotismo.

A magistrada fixou pena de multa diária e pessoal de R$ 5.000,00, até o limite de R$ 500 mil, caso Leonel descumpra a sentença. Ela também decretou a indisponibilidade de R$ 1.791.000,00 (um milhão, setecentos e noventa e um mil reais) em bens do prefeito e de R$ 850.000,00 (oitocentos e cinquenta mil reais) do patrimônio de Heliete.

Publicidade

Quando o Ministério Público ingressou com ação civil pública para que Heliete fosse desligada do cargo de chefe de gabinete, Leonel tentou mudar a Lei Orgânica do município para caracterizar a função como cargo político. A proposta foi rejeitada em votação na Câmara.

Mas Heliete Martins ficou fora do Governo Municipal por pouco tempo. Dias depois de ela ser demitida, a maioria do vereadores autorizou a divisão da Secretaria de Administração e Fazenda, em duas pastas distintas - como eram na primeira gestão de Leonel Martins (2005-2008).

O projeto de Lei Complementar 011/2017 foi aprovado por maioria simples. Dos onze vereadores, apenas Gercino Medeiros (PP) foi contrário. Em justificativa enviada à Câmara, o prefeito Leonel Martins informou que a divisão das secretarias (que foram unificadas em 2009) se fazia necessária devido "ao aumento de serviços". Um dia após a aprovação, Heliete voltou ao governo nomeada secretária municipal.

A secretária Ana Lúcia Wilvert, passou a responder exclusivamente pela pasta da Fazenda, gerindo a arrecadação de tributos municipais.

O Expressou das Praias não foi atendido pela Prefeitura. A Assessoria de Imprensa não se manifestou.

  • 1
X

Right Click

No right click